• Equipe Jardim Secreto

Empreendedorismo por Daniella Antunes


Entendemos que o Jardim Secreto é um projeto plural e por esse motivo acabamos levantando várias bandeiras muito importantes. Mesmo assim, não temos interesse em falar de cada uma delas de forma superficial, então planejamos uma comunicação onde conseguimos investir tempo para debater temas necessários. Em fevereiro e março decidimos falar sobre FEMINISMO.


Por isso escolhemos 3 mulheres de segmentos diferente e que admiramos sua trajetória para contribuir nessa pesquisa. Hoje trouxemos a visão da Daniella Antunes, proprietária da Quituteria Artesanal.


- Quais as dificuldades de ser uma mulher empreendedora no Brasil? 

No meu caso acredito que a maior dificuldade é o fato de ser uma mulher negra em um país onde o racismo existe e  mora no inconsciente das pessoas. Algumas vezes me deparei com a dificuldade de pessoas em me perceber como proprietária da Quituteria, o que mostra que ainda precisamos avançar e muito nessas questões dentro no nosso país. Além dos desafios burocráticos e a falta de suporte do Estado, por meio de  políticas que incentivem o pequeno produtor, dificultando o caminho de  crescimento e até mesmo de sobrevivência da empresa.

- Você tem dicas para que outras pessoas também passem a apoiar as cenas independentes? 

Um caminho é viabilizar o acesso das pessoas a história das marcas e das pessoas que estão por trás desses projetos, pois entendendo o a essência  de cada microempresa (desde a concepção do produto até os próprios ideais que levaram a construção de cada marca) se torna possível gerar interesse da população pelo pelo mercado independente/ artesanal/ autoral.

- Acreditamos que o futuro é coletivo, o que essa frase significa para o seu cotidiano na prática?

É tentar aplicar nos pequenos momentos e atitudes da minha vida gestos que possam ser positivos para as pessoas. Com a Quituteria  tentamos impactar coletivamente produzindo alimentos que façam bem a saúde das pessoas, além de de tentar minimizar o impacto ambiental utilizando uma embalagem que possa ser retornada ou reaproveitada pelo cliente. Outra forma de manifestar este senso coletivo é buscando criar junto a outros pequenos  empreendedores uma atmosfera de apoio mútuo,  tocando idéias, estabelecendo diálogos, compartilhando experiências e fazendo o que estiver ao nosso alcance para que todos tenham espaço.


Daniela Antunes - Proprietária da Quituteria Artesanal


© 2018 CRIADO E DESENVOLVIDO POR STEHANTONOFF

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Facebook Ícone